Comment

Rota dos Parques da Patagônia - Ep.2 - Descendo a Carretera Austral

A Carretera Austral é um dos caminhos mais cênicos da América do Sul. Aqui é a porta de entrada para a Patagônia Verde, e para vários lagos incríveis de cores nunca vistas. Obviamente que não poderíamos perder a chance de fotografar esse caminho, principalmente pelos parques que ele tange em sua trajetória.

Começamos a nossa rota com um grande pedaço de estrada até a pequena Hornopirén, de onde se pega uma balsa de aproximadamente 5h até Caleta Gonzalo. Dali, há algumas opções para os viajantes, mas nada muito perto. A cidade mais populosa fica a aproximadamente uma hora e meia de carro da Caleta.

O caminho não é para iniciantes. As estradas de rípio (terra e pedras) e buracos exigem o máximo da cautela e paciência do condutor. Vi muitas pessoas fazerem a Carretera com carros comuns, mas não é o tipo de coisa que passa muita tranquilidade. Se puder optar por um veículo mais robusto, ou até mesmo uma caminhonete, o faça.

Quer dar uma olhada como foi? Clica aí embaixo!

Comment

Comment

Rota dos Parques da Patagônia - Ep.1 - Lagos e Vulcões

Na cidadezinha de Puerto Montt começamos nossa jornada. A melhor forma de começar a viagem pela famosa Carretera Austral é pegar um vôo até aqui. De Santiago, são 1h e 40 minutos de vôo, e eu que fui do Rio para Santiago, levei no máximo 6 horas de vôo até aqui. No aeroporto tem uma oferta interessante de carros para alugar, e para o nosso caso, pegamos uma picape para aguentar os trancos e barrancos da rota.

De lá, já partimos direto para Puerto Varas, onde almoçamos e estabelecemos uma base para os primeiros dias. Na verdade, buscamos sempre algo um pouco fora dos centros urbanos quando estamos de carro (facilita as fotografias de paisagens). Então, ficamos a alguns quilômetros da cidade, já na direção da Carretera Austral e com uma vista incrível do Osorno.

Os points principais que focamos nessa primeira parte da jornada foram: o Vulcão Osorno e os Saltos de Petrohué. Uma excelente escolha para aquecer as lentes, e fazer umas fotos antes da Carretera.

Para o Osorno, recomendamos as fotos ao nascer do sol. Já nos Saltos, qualquer horário onde os portões estejam abertos (a partir das 9h), vale!

Quer saber mais? Confere nosso vídeo aí embaixo!

Comment

Comment

TESTAMOS! - Tripé de Viagem K&F Concept - Vale a Pena?

Olá, Pessoal!

Quem aí não curte um tripé de viagens? Geralmente eles são leves, robustos e quebram um galhão para você não ficar carregando peso e volume quando está fotografando natureza e paisagens. Por isso, vamos testar hoje esse tripé promissor da K&F Concept.

Prós:

Leve, flexível e acompanha uma boa cabeça móvel por um preço bastante em conta.

Contras:

Algumas partes são feitas de uma liga de plástico, transmitindo um pouco de fragilidade.

Quer ver os detalhes? Clica aí no vídeo! :)

Comment

Comment

Canon EOS R - LUXO OU LIXO?

Fala, Galera!

Hoje vamos falar dessa câmera da Canon que está dando o que falar pela rede. É boa? Não é? Vamos destrinchar aqui alguns pontos principais que achei bons na câmera, e obviamente alguns ruins. Mas, por quê será que eu comprei?

Prós:
1. É uma 5D Mark IV por 800 dólares a menos e mais leve.
2. Com o adaptador você usa as lentes EF e EF-S da Canon.
3. Interface que estou acostumado: rápida, responsiva e touch screen.
4. O visor traseiro tem mobilidade total.
5. Foco quase perfeito.
6. Assistência oficial da Canon no Brasil.

Contras:
1. Bateria com duração menor (Comparada a uma DSLR)
2. Modos de vídeo poderiam ser (bem) melhores
3. Apenas um slot de Cartão

Esse foi o resumão. Quer ver com detalhes? Dá uma clicada aí no vídeo! :)

Comment

Comment

O que eu uso para fotografar paisagens e natureza? (2019 Edition)

Alô, Galerinha!

Vocês pediram, e vamos falar sobre os meus principais equipamentos para fotografia de paisagens. Filtros, Lentes, Tripé, Câmera, e até mesmo o Smartphone com os aplicativos:

  • Kit de Filtros NiSi V5 Starter

  • Tripé Benro IT25 (Lightweight Tripod)

  • Câmera Canon 6D

  • Lentes Canon 16-35mm f/4, Sigma 150-600mm f/5-6.3, Canon 24-105mm f/4

  • iPhone 7

Aproveitamos para colocar algumas fotos para vocês curtirem e avaliarem junto com os equipamentos! Confere o vídeo aí!

Comment

Comment

Rota dos Parques da Patagônia - Roteiro e Pontos Importantes

Olá, Galera!

Como dito no nosso YouTube, dividimos em cinco partes essa rota incrível que foi inaugurada recentemente pelo governo do Chile. Claro que não passamos pelos 17 parques, e fizemos uma passagem pela Argentina (Parque Nacional dos Glaciares) para fotografar novamente o Fitz Roy, o Cerro Torre e outras paisagens impressionantes. Segue as nossas percepções resumidas aqui, e o mapa:

1.      Região dos Lagos e Vulcões Chilenos

a.      Pontos de Interesse: Vulcão Osorno, Cachoeiras de Petrohue, Parque Alerce Andino

b.      Estradas: Boas

c.      Cidades e Estrutura: Boas

d.      Paisagens: Boas

Um local turístico e boa porta de entrada para se ambientar, se equipar e descansar um pouco. É a porta de entrada para a Carretera Austral com grandes paisagens. Vale a pena a ida com a câmera!

2.      Carretera Austral

a.     Pontos de Interesse: Parque Pumalin, Parque Queulat, Parque Cerro Castillo, Parque Patagônia

b.      Estradas: Péssimas

c.      Cidades e Estrutura: Incipiente

d.      Paisagens: Incríveis

A Carretera Austral não é para iniciantes. Se quiser ir, tenha em mente grandes percursos sem muito conforto e alugue um carro robusto por causa dos buracos e das estradas de rípio. Vá equipado com comida, água e combustível suficiente para ficar de boa em alguns trechos isolados. Faça as trilhas e visite os parques que tem paisagens incríveis e totalmente inexploradas.

3.      Rota 40 (Argentina)

a.     Pontos de Interesse: Parque Perito Moreno

b.      Estradas: Boas

c.      Cidades e Estrutura: Quase Inexistente

d.      Paisagens: Quase Inexistentes (Não fomos no Parque Perito Moreno)

Esse trecho da Rota 40 entre Chile Chico e El Chaltén não tem grandes atrativos para fotografia, exceto pelo Parque Perito Moreno, o qual não visitamos. Dormimos no caminho em Las Horquetas para quebrar a viagem e descansar um pouco. Vá com uma playlist caprichada e dirija nessas retas infinitas da Argentina.

4.      El Chaltén e El Calafate

a.      Pontos de Interesse: Parque Nacional dos Glaciares (Fitz Roy, Cerro Torre, Lagunas)

b.      Estradas: Boas

c.      Cidades e Estrutura: Boas

d.      Paisagens: Incríveis

Muita gente já conhece esse trecho por conta de El Calafate. El Chaltén é uma cidadezinha incrível com estrutura e dezenas de trilhas do fácil ao difícil. As paisagens de montanha são sensacionais, principalmente no outono. Recomendo totalmente para fotografia!

5.      Torres del Paine

a.      O próprio parque Torres del Paine

b.      Estradas: Ruins (principalmente dentro do parque)

c.      Cidades e Estrutura: Regular e Cara

d.      Paisagens: Incríveis

Torres del Paine dispensa comentários. É uma das mecas da fotografia do hemisfério sul e até mesmo do mundo. As fotos dificilmente sairão ruins se você ficar um pouco mais (recomendo cinco dias). Infelizmente as estradas dentro do parque não são das melhores e a estrutura é cara (alimentação e hospedagem). Mas, se não valesse a pena eu não estaria indo pela segunda vez lá. ;-)

Comment

Exposição na Fotografia em 2 Minutos – Congelando o Movimento

Comment

Exposição na Fotografia em 2 Minutos – Congelando o Movimento

Alô, pessoal! Tudo tranquilo? Nosso papo hoje vai ser sobre como congelar o movimento, ainda dentro das nossas dicas de exposição. Se você é novo aqui no canal, mesmas regras: dois minutos, exemplos e sem enrolação para você entender bem esse assunto. Bora lá!

No nosso último vídeo, falamos sobre longa exposição. Nesse, vamos falar exatamente sobre o contrário: a curtíssima exposição. O grande segredo de congelar o movimento, ou fazer aquelas fotos incríveis onde o tempo para e a gravidade parece não funcionar é você diminuir o máximo que conseguir o seu tempo de exposição.

Para isso, na sua câmera, você pode utilizar o modo de prioridade de obturador ou manual e colocar um tempo de exposição de 1/500 segundos ou menor. Quanto menor o tempo, mais a sua foto vai parecer que está completamente congelada. Algumas câmeras vão até 1/8000 segundos, o que é incrível! Uma consequência direta dessa técnica é você evitar aquela foto borrada, colocando sempre um tempo de exposição menor.

Os fotógrafos utilizam muito essa técnica para fotografar esportes, animais e até mesmo crianças em ensaios, já que as vezes elas não param quietas. Nos esportes, devido aos movimentos rápidos, os profissionais já deixam suas câmeras preparadas com essa alta velocidade e disparo contínuo para conseguir uma sequência perfeita de movimentos congelados.

Gostou? Dá um tapa aí no like, segue a gente e liga as notificações pra não perder mais nenhuma dica dessas. Nos vemos na próxima semana! Abraços e tchau, tchau!

Comment

Comment

Nosso Livro! - FOTOGRAFIA DESCOMPLICADA

Chegou o nosso livro, pessoal! :)

Se você quer um guia rápido e prático do mais importante para você ter uma fotografia de qualidade, sem enrolação essa é a hora.

Do básico ao avançado, você vai ter pequenos "cards" dos passos principais para as 40 dicas apresentadas no livro. Ah, e quem é cliente Kindle Unlimited baixa de GRAÇA! Clica aí pra ver!

Comment