Hoje quero falar com vocês sobre um outro assunto muito polêmico na nossa área, mas que vale a pena ser discutido: o que é fotografia, e o que é arte?

Estou motivado a falar um pouco sobre esse tópico por conta de alguns comentários e observações que vejo pela rede sobre fotografias. Com os softwares de edição de imagens e equipamentos cada vez mais sofisticados, há uma ampliação muito interessante da capacidade de fotografar momentos e processar as imagens levando a fotos cada vez mais criativas e diferenciadas. No entanto, muitos ainda são bastante puristas, afirmando que a fotografia deve ser A ou B e criticando as imagens por elas estarem muito modificadas, ou muito naturais. Vamos jogar uma luz sobre esse assunto?

“Foto-grafia”

Fotografia quer dizer “escrever com a luz”. Desta forma, nada impede que você escreva e se expresse da forma que achar melhor para representar uma emoção ou momento. Seu estilo vai determinar em grande parte a forma que você fotografa: se é mais realista, surreal, se capta apenas uma parte com simplicidade, ou se compõe com complexidade e caos. Não existe certo ou errado. Apenas o que você (e os outros) JULGAM baseado no que acham bom ou ruim. No fim das contas a sua foto é como a sua caligrafia: única.

Então não preciso aprender a fotografar?

Aprender a fotografar é conseguir usar o seu equipamento (ou sua caneta de luz...) de forma que você se expresse da forma mais adequada possível. É muito comum as pessoas desejarem fazer uma foto, planejarem, e quanto olham o resultado não ficam tão satisfeitas. É para isso que o aprender a fotografar serve. Da mesma forma, você aprende a escrever. Dependendo do seu nível de habilidade você pode fazer a lista do mercado, escrever e-mails, blogs, documentos, ou ser um grande escritor de romances. Tudo depende do que você quer alcançar no fim das contas.

Estilos e imagens reais ou surreais

O compromisso com o realismo depende muito do nicho que você fotografa. Se você é fotojornalista, fotógrafo documental, talvez as pessoas (ou você mesmo) exijam um pouco mais realismo nas suas imagens. Se você gosta de paisagens, astrofotografia e até mesmo em alguns ensaios, você pode desenvolver um estilo que dê mais asas a sua imaginação e capte não só o que a câmera registrou, mas sentidos, emoções e luzes que estavam escondidos ali. Longa exposição, pintura com a luz, HDR, preto e branco, mistura de exposições são várias formas de você expressar o que você queria, assim como usar um drone ou uma “olho de peixe”, e não deixam de ser fotografias.

E então? O que é certo ou errado?

Mais uma vez: O certo e o errado só existem dentro da cabeça de cada um. A fotografia é o resultado da sua expressão. Se alguém falar que sua fotografia está ruim ou feia, é a opinião dessa pessoa a partir de um referencial de fotografias que ela julga bonitas ou feias e ponto. Claro que é muito importante aprender e ensinar fotografia para fazer você chegar no nível quer você quer se expressar sem dificuldades, seja ele de forma simples, complexa, real, surreal, polêmica ou não. Fotografia é arte e a grande graça dela é a sua variedade e universalidade.

Comment