Que tal um pouco de honestidade hoje? Todos sabemos que não basta ter apenas habilidade e talento. Sucesso na fotografia é formado por alguma dose de trabalho duro e alguns outros fatores. Vamos falar sobre eles?

1.       Sobre negócios

Não espere que você vai começar bombando na fotografia e ganhando milhares de reais com apenas um ensaio, ou um trabalho que você for contratado. Conheço vários fotógrafos famosos que ralaram muito para chegar lá, com o equipamento que tinham e que não eram nada profissionais. Alguns levaram anos. Outros ainda estão na ralação. Tem um monte de gente boa por aí.
A grande verdade é: quando se começa alguma coisa, provavelmente você vai ser um merda nela. É isso mesmo. Um merda. E não tem nada de errado com isso. O que você tem que saber é: é isso mesmo que você quer? Você está disposto a passar alguns anos estudando e ralando por isso? Isso é que vai fazer a diferença. Eu tenho certeza que se você seguir esses conselhos, e procurar sempre ser criativo, em poucos anos você destacar seu negócio de alguma forma.

2.       Sobre talento

Sabe um iceberg? Então. Essa é minha opinião sobre talento. É só a ponta do iceberg. Se você olhar o Michael Phelps e disser: nossa ele nasceu pra isso! É muito talentoso! Eu vou dizer pra você: olhe de novo. O cara treinava desde os 7 anos de idade, foi diagnosticado com déficit de atenção, começou a se destacar aos 10, e aos 15 foi classificado para as olimpíadas. Até aí foram 8 anos de treinos! Hoje com 32 anos ele é o maior medalhista de todos os tempos, somando o total de 24 anos de treinos diários, alimentação adequada, e muito suor.
Resumindo: trabalho duro é o que sustenta o talento. Se você olhar para 80% dos grandes atletas, artistas e fotógrafos você vai descobrir isso. Uma frase famosa que eu gosto muito sobre isso é: “O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário”.

3.       Sobre aprendizado

Aprendizado pra mim é a chave para o sucesso. Até mesmo o trabalho duro e a repetição não adiantam nada se você não aprender alguma coisa com isso, e se adaptar. Eu tenho experiência que aqueles que já chegam de copo cheio em qualquer lugar, não tem espaço suficiente para novos aprendizados. Isso tem bastante a ver com a humildade que é o nosso próximo tópico.
Você tem que ter um nível de autocrítica para poder avaliar o seu trabalho, se expor, mas não de forma exagerada para não ficar paralisado. Olhe o trabalho de ídolos e grandes fotógrafos. Tente imitar se precisar! Aprenda, adapte, e aí desenvolva o seu próprio estilo. Não tenha vergonha de aprender com os outros. Na verdade não existe isso de “meu trabalho”. Você teve várias inspirações e ajuda de centenas de pessoas na sua caminhada. A verdade é que estamos sempre sobre ombros de gigantes.

4.       Sobre humildade

Então... Legal, você chegou lá! Ganhou prêmios, é reconhecido, vive de fazer o que gosta e está feliz... Só que você não trata as pessoas bem. Na verdade, você não é nada humilde, não aceita sugestões, não aprende mais nada. Esse comportamento, hoje, está ficando cada vez mais inaceitável em um mundo conectado e ágil. As celebridades aparecem e somem do dia pra noite. Os conhecimentos e as tecnologias mudam. E você, bem, se você não for humilde, você vai sumir. Da noite para o dia.
A humildade é o alicerce para você conquistar mais clientes, seguidores, conhecimentos, parcerias, amigos... tudo na vida! Se eu tivesse que escolher entre uma pessoa para trabalhar comigo que não soubesse nada e fosse humilde, e uma que fosse um profissional arrogante, com certeza eu optaria pela primeira. Ensinar coisas, a gente sempre pode, mas mudar o coração e a cabeça de alguém, é sempre muito mais difícil.

Comment