Começamos a nossa jornada, viajando para a Islândia, a terra do gelo. Estávamos bastante despreocupados pois já era a nossa segunda vez. A primeira em Maio de 2016, e a segunda agora no final do inverno. Como era de se esperar as condições climáticas eram bem diferentes, e tínhamos a esperança de revisitar os locais com novas cores e composições e ir pela primeira vez em outros, que não tivemos a oportunidade de ir.

Nosso planejamento foi mais curto, já que tínhamos apenas 6 dias disponíveis para pegar as principais paisagens e atrações. No primeiro dia, iriamos pegar o carro no aeroporto e ir direto para a região oeste famosa pelo parque Snaefelsness e pela icônica montanha de Kirkjufell e suas cachoeiras. Daí em diante, iriamos voltar para o percurso normal da Rota 1 e visitar as principais cachoeiras e atrações, percorrendo as cidades principais até Hofn, de onde iriamos voltar até a capital.

O mapa com o planejamento está disponível no nosso blog. Se vocês quiserem visitar, vejam o link na descrição do vídeo. Nessa série eu quero também mostrar o contraste entre algumas paisagens nos períodos que visitamos, que em questão de meses pode se transformar completamente. Vamos lá?

Nossa rota até Kirkjufell foi bastante tranquila. Apesar da ventania desenfreada que é bem comum na Islândia, o céu estava com poucas nuvens e o sol brilhava num clima bem incomum. Pelo planejamento, queríamos chegar até Kirkjufell até o pôr do sol para fotografar em condições especiais essa paisagem.

Foi apertado, mas deu. Chegamos bem na hora, e a surpresa foi grande quando vi a quantidade de gelo que tomava conta do lugar e da trilha. Os turistas e fotógrafos também em grande quantidade, impressionaram. Até as cachoeiras estavam congeladas pela temperatura negativa em pleno sol.

IMG_8135-Edit.jpg

Confesso que fiquei um pouco decepcionado com a paisagem completamente branca e as cachoeiras congeladas, mas, a experiência nova era o que importava, e só isso já valia completamente as fotos. Dia seguinte era a oportunidade de acordar cedo para novamente registrar a paisagem em novos ângulos e condições.

IMG_8172-Edit.jpg

Agora sim, eu senti que estava no jogo novamente! No primeiro dia era uma paisagem que eu já havia visitado e não tinha tanto encanto. Agora era algo totalmente novo: reflexos, cores e gelo. A combinação perfeita para as fotos que eu tinha imaginado nesse fim de inverno. Até mesmo as linhas na imagem ajudaram a montar a composição! Em um dado momento a luz do sol resolveu agraciar o nosso quadro acendendo a pontinha da famosa montanha. Que imagem!

IMG_8214-Editar.jpg

Eu já estava motivado com as fotos da manhã, e sentindo que aquele dia prometia, mas, infelizmente nossa estadia era curta por ali e até o final do dia tínhamos que chegar na Gullfoss, que era próximo à nossa próxima hospedagem. 3 horas de carro, passando primeiro pela península de Snaefelsness antes de chegar lá.

Foi um bom momento em Arnastapi, mas infelizmente o sol do meio dia estava jogando sombras muito fortes sobre a paisagem e não renderam boas fotos. Aproveitamos para revisitar a famosa budakirkja, a igreja negra mais famosa da Islândia. No entanto, o excesso de turistas nos fizeram antecipar a saída para chegar à Gullfoss próximos ao por-do-sol.

É isso, galera! No próximo episódio, vamos passar pelas famosas cachoeiras islandesas e entrar na parte mais popular da rota 1, que circula a ilha. Se você não quer perder, assina o nosso canal e não esquece de ligar as notificações para ser informado assim que sair o próximo! Abraços e tchau, tchau!

Comment